YOGA

             “Yoga é a supressão da instabilidade da consciência”   Patanjali

 

Yoga é um sistema milenar da filosofia hindu, voltado para o desenvolvimento harmonioso do ser humano, na busca de uma integração em todos os níveis: físico, emocional, mental e espiritual, levando-o a alcançar maior consciência de si mesmo, do que acontece a sua volta e do Universo. Dentro dessa visão tão ampla que o yoga nos oferece como caminho que abrange desde a ética até a mais elevada sublimação espiritual, cria em cada um a real possibilidade de se romper com os aprisionamentos e entraves da ignorância que nos afasta de nós mesmos, de Deus, da paz, do amor e da felicidade.

O yoga combina o físico e o espiritual de maneira extraordinariamente completa, fundindo corpo e mente, de modo a proporcionar o despertar da consciência.

  O yoga é inerente ao ser humano e permanece sempre vivo na memória coletiva da humanidade. Ele faz parte da nossa essência. O yoga nasce a partir da compreensão das manifestações externas da Natureza e suas influências subjetivas sobre a consciência humana.

Acredita-se que, assim como houve o primeiro homem que conseguiu “domesticar” o fogo e traze-lo para dentro da caverna, também existiu um primeiro asceta que vivenciou o yoga através de um insight, compreendendo as leis da Natureza e como elas podiam influenciar o psiquismo humano, utilizando o recurso da intuição.

O yoga nasceu na civilização Indus-Saraswati, onde hoje se localiza a divisa entre o Paquistão e a Índia, e remontam a 6.500 a.C.

Yoga provém do Sânscrito, onde as palavras são mantras, ou seja, indicam exatamente o que representam. Sua raiz verbal yuj significa “conjugar, juntar, unir, ligar”. Significa também “união” ou “comunhão”. É a verdadeira união de nossa vontade com a Vontade de Deus. Yoga é a disciplina do intelecto, da mente, das emoções e da vontade.
            Os ensinamentos foram passados oralmente de mestre para discípulo e com o tempo muitos foram acrescentados e outros descartados ou modificados, com isso surgindo várias escolas, novas cisões e reformas.

A mais significativa é a Escola de Patanjali, é a síntese formal de muitas gerações e culturas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“A unidade da respiração, a consciência e os sentidos,
 seguida pela aniquilação de todos os conceitos: isso é Yoga”

 
Upanishads VI:25
 

 

 

 

 

 
 
 
 
 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *